“Conga la conga” na FAPI

Foto: Arquivo Z/Jornal Biz

por Bernardo Fellipe Seixas

Gretchen fez o show mais aguardado da 14ª edição da Feira Agropecuária e Industrial de Ourinhos

O ano era 1979, o palco da Fapi era coberto com telha de “Eternit” e a Polícia Militar era responsável por conter a multidão, que tentava se aproximar ao máximo do maior nome da música popular da época, Gretchen.

Grande fã da cantora à época, o estilista Carlos Barra estava no meio da plateia que acompanhou o show. “A televisão tremia quando a Gretchen entrava, era sucesso absoluto nos programas do Sílvio Santos e depois no Chacrinha. A apresentação dela em Ourinhos foi muito aguardada e lotou a Fapi”, diz Barra.

O estilista relembra, com tristeza, momentos que aconteceram antes do show: “Ela atrasou bastante, e tinha uns grupinhos que ficavam xingando: “solta a vaca”, “solta a puta”. Eu ficava muito chateado com essa depreciação, com os palavrões. Atualmente fazem a mesma coisa com a Anitta, falam nomes impublicáveis. Pura inveja”.

Gretchen em show na FAPI Ourinhos no ano de 1979

A lembranças de Carlos Barra do show incluem detalhes. Mesmo sem ver as imagens desta matéria, o estilista foi capaz de delinear minuciosamente os trajes usados pela artista. “Ela começou o show com um colant preto bem fechado e uma saia de tiras. Na segunda música ela tirava o colant e já estava com um menor por baixo, e na terceira era um menor ainda”.

Quando enviamos a foto de capa (abaixo) para Barra, ele foi capaz de lembrar até a música que Grechen cantava. “Que saudade desse tempo! A música era “One, two, three”, era um dos streep dela, tinha esse coldre e ela terminava a música atirando”.

O estilista Carlos Barra foi capaz de detalhar os trajes de Gretchen, sem olhar as fotos, mesmo após 42 anos | Arquivo Z

O professor de educação física Bornay de Andrade também viu o show, ao lado de amigos. “Fomos para a Fapi mas não era para ouvir música”, disse Bornay, rindo. Para ele, o que chamava a atenção em Gretchen era o jeito de dançar. “Era uma dança diferente, movimentos sensuais, e olha que é bem menos obsceno do que os funk de hoje em dia”.

Outro ourinhense que se lembra do show é José Nelson Nogueira Bicudo. “Eu era secretário de turismo na época, governo do prefeito Aldo Matachana. Assisti o show no palco”.

Confira abaixo uma apresentação de Gretchen no ano de 1981:

Anuncie no Biz (14)99888-6911

CONTINUE SEMPRE BEM INFORMADO! Envie a mensagem “Quero notícias do Jornal Biz + seu nome” do seu WhatsApp para (14)99888-6911 e receba em primeira mão as notícias de Ourinhos e região.

CURTA O JORNAL BIZ NO FACEBOOK
Instagram @JornalBiz
Twitter @jornal_biz