Grupo ambiental propõe discussão a respeito do corte de árvores em Ourinhos

Placas colocadas em árvores na rua Euclides da Cunha, via que se destaca pela arborização, alertam espécies que estão condenadas ao corte. | Foto: Destruição de Árvores em Ourinho

Audiência Pública vai acontecer no dia 18 às 19h na Câmara Municipal

Uma audiência pública prevista para acontecer no próximo dia 18, terça-feira,  às 19h na Câmara Municipal de Ourinhos, vai discutir o projeto de arborização proposto pela Prefeitura de Ourinhos, que inclui o corte de 3 mil espécies, e recebeu o nome de “Arborização segura”.

Placa indica que árvore na rua Henrique Tocalino, no centro, será sacrificada. | Foto: Destruição de Árvores em Ourinhos

A iniciativa é da Equipe de Canoagem (ECO) e do grupo Cidade Verde, que atuam no plantio de árvores na cidade e em projetos de recuperação ambiental. Participam representantes da Eco, Cidade Verde, Ministério Público, Unesp e Prefeitura Municipal.

No final do ano passado a Prefeitura fixou plaquetas em centenas de árvores, indicando quais espécies da região central seriam cortadas. O grupo se organizou, e fixou outros cartazes nessas espécies, denunciando o extermínio. A iniciativa sensibilizou a população, e campanhas estão sendo realizadas para evidenciar a relação existente entre a falta de áreas verdes e o aumento das temperaturas nas cidades.

Um abaixo-assinado que pedia a preservação das árvores na cidade contou com 3 mil assinaturas, e foi entregue no Ministério Público que indicou a realização da Audiência Pública, já que a administração pública não havia dialogado com a população a respeito do assunto.

Para implantar ciclovia na rua Julio Mori, Prefeitura cortou árvores sadias.

Segundo o engenheiro agrônomo Rafael Cortez, integrante do grupo Cidade Verde, “será a oportunidade de ouvirmos os argumentos da Prefeitura para uma iniciativa tão drástica, e mostrarmos os prejuízos que a população teria com o corte das árvores”.

___continua após publicidade___

Anuncie no Jornal Biz (14)99888-6911

A realização de audiências públicas acontece quando existem projetos polêmicos e divergentes que precisam ser mais bem discutidos pela comunidade. Além da crítica sobre o abate de árvores, a população pergunta o motivo pelo qual a Prefeitura não plantou mudas ao lado das que serão erradicadas, realizando o corte somente quando as árvores tivessem um tamanho razoável, o que traria menos prejuízos ambientais. Em Sorocaba a Prefeitura realizou a erradicação de centenas de árvores somente oito anos depois do plantio de mudas ao lado, o que diminuiu o impacto desses cortes.

Os grupos Eco e Cidade Verde reúnem voluntários que fazem o plantio de árvores em áreas públicas, acompanham o crescimento, fazendo limpeza e molhando as espécies em época de seca. Os voluntários também realizam palestras em escolas.

QUER ESTAR SEMPRE BEM INFORMADO? Envie uma mensagem do seu WhatsApp para (14)99888-6911, com nome+bairro+cidade e receba em primeira mão as notícias de Ourinhos e região.

CURTA O JORNAL BIZ NO FACEBOOK
Instagram @JornalBiz
Twitter @jornal_biz