Torto ou não? Depende do ponto de vista

0
579

Dizem que caminhos tortuosos não levam a lugar nenhum. Mas o percurso para chegar a um determinado prédio, conhecido como “torto” em Ourinhos, todo mundo conhece.

A nossa “Torre de Pisa” fica no Jardim Ouro Verde, recebeu o nome de Condomínio Roberto Abujamra e é um belo prédio residencial construído nos anos 1990. A verdade é que todo mundo já ouviu falar do “prédio torto”, e o apelido se tornou uma referência para quem precisa explicar onde fica um lugar nas proximidades: “fica atrás do prédio torto”, “do lado do prédio torto”, “pertinho do prédio torto…”

Década de 1990, construção do prédio. | Arquivo Z – Jornal Biz |

O Jornal Biz tentou descobrir os motivos pelos quais o prédio recebeu esse nome.  O falecido engenheiro Evandro Eloy contava que durante a construção, o vão destinado ao elevador ficou “meio tortinho”, e precisou ser refeito, já que da maneira como estava, impediria o funcionamento do equipamento. Mas será que só isso bastou para a fama conquistada pelo edifício?

Como o prédio foi construído em um terreno com declive, dependendo do local de onde se olha para ele tem-se a ilusão de que não está exatamente na vertical, o que também pode ter contribuído para receber o nome como é conhecido popularmente. Além disso, tem quem jure que se ouviam estalos demais na obra, na época da construção.

Clique no banner e veja como ser parceiro do Jornal Biz

O fato é que o povo chama os lugares do jeito que quer, e ninguém muda isso. Por sorte, o ex-prefeito José Maria Paschoalick virou nome de uma escola da cidade, pois o Ginásio de Esportes que também leva seu nome ficou Monstrinho, e pronto. Na passagem da Shell não existem tanques de combustível há décadas, mas o nome continua. E as praças do Caló, do Seminário e do Ourinhense? Todas receberam nomes oficiais, mas o que pegou mesmo é como o povo denomina esses espaços.

Mas talvez o arquiteto Fábio Tadeu Simões Pinto tenha chegado mais perto de desvendar o mistério. Segundo ele, durante a construção alguém com olho torto e um pouco de maldade o enxergou assim, e a língua dos ciumentos fez o prédio entortar. “Na verdade, ele está reto e em pé!”, garante o arquiteto, responsável pela construção de dezenas de prédios na cidade.

Curta o Jornal Biz no Facebook

JORNAL BIZ – PORTAL DE CONTEÚDO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here