Confira a 2ª edição do Roteiro Biz

0
1114

Está no ar a segunda edição do Roteiro Biz, uma série de reportagens que revela os bares mais tradicionais da cidade. Muito além de um balcão para se tomar cerveja, esses locais podem se transformar numa “segunda casa” para muitos clientes, que têm a liberdade de  levar ingredientes para cozinhar para os amigos ou preparar churrascos. É ali que os amigos se encontram, contam histórias e experiências de vida, e principalmente, é o lugar onde ainda é possível dar e ouvir boas risadas.

Amigos reunidos num fim de tarde de sábado no Bar do Nikita.

BAR DO NIKITA, desde 1974

Proprietário: Sérgio de Nascimento

A esquina da antiga rua Paraíba com a Barão do Rio Branco é ponto de encontro de amigos há 50 anos. Desde 2002 é conhecido como “Nikas Bar”, mas já em 1974 abrigava o famoso “Bar do Zé da Toca”, reduto de moradores do bairro e também de jogadores e torcedores do Esporte Clube União da Barra Funda. O Clube não existe mais, mas o escudo do time continua gravado em uma parede dentro do bar.

Bar do Nikita

Valter Nascimento, o Latinha, é nascido na Barra Funda e freqüenta a esquina desde criança. “Todos aqui da roda somos amigos e temos história com esse bar. Venho aqui em média três vezes por semana. Antigamente tínhamos até uma carteirinha para marcar as despesas”. Um dos petiscos mais vendidos é o “bolinho de suvaquinho”, feito com carne moída, uma receita da mãe do “Latinha”.

Nikita e Latinha. Na parede, ao fundo, o escudo do União da Barra Funda.

Olho B: além dos deliciosos salgados, coxinha, kibe, bolinho de suvaquinho, sempre tem alguém “antigo” do bairro por ali. É uma boa pra quem quer saber da história do bairro, um dos mais tradicionais de Ourinhos.

Onde: Rua Antonio José de Souza esquina com rua Barão do Rio Branco. Veja como chegar.

Horário de atendimento: segunda a sexta das 17h às 23h, sábados e domingos 10h às 22h

Roteiro Biz

Willians Bar

WILLIANS BAR, desde 1982

Proprietário: Valdir

O bar já trocou de dono seis vezes desde que abriu, há 35 anos, mas um cliente nunca abandonou o local: Reinaldo Santos, o Dodô. “Ele sabe mais do bar do que eu. Atende o pessoal, cuida do caixa e até me empresta dinheiro, se eu precisar”, diz Valdir, proprietário do Willians desde 2006.

Dodô (centro) e Valdir (direita).

Olho B: O bar abre 365 dias por ano. Aos domingos, feriado… até no Natal o bar tá sempre aberto e cheio de gente.

Onde: Rua Rio de Janeiro, 1940, Jardim Matilde. Veja como chegar.

Horário de funcionamento: das 8h às 14h e das 16h às 23h.

Chopp Artesanal | 100% Natural | Puro Malte
Reinaldo “Palmeirense”

BAR DO PALMEIRENSE, desde 2001

Proprietário: Reinaldo Florêncio

Apesar da referência ao time paulista, o público é formado por torcedores de todos os clubes. “A maioria dos clientes não é palmeirense”, diz o dono do bar, um fanático pelo alviverde paulista. O taxista Newton Jorge freqüenta o local há 10 anos e defende o amigo. “Também sou palmeirense. Quem fala que ele (o dono) é chato é torcedor de outro time (risos). Venho aqui em média três vezes por semana. Sempre reunimos os amigos, vemos o futebol e fazemos almoços e churrasco”.

Newton , à esquerda, é um dos clientes mais antigos do Bar do Palmeirense.

Olho B: Atente para a polenta com frango feita pelos clientes, especialmente às sextas-feiras.

Onde: Rua Manoel Vieira Junior, 99, Jardim Europa. Veja como chegar.

Horário de atendimento: segunda a sexta a partir das 17h, sábados e domingos das 10h às 22h.

REVENDA REGIONAL (14)3373-1501

Fique de olho no Jornal Biz – Portal de Conteúdo e em nossa página no Facebook. Durante as próximas semanas vamos preencher o mapa com mais bares tradicionais de Ourinhos.

Perdeu a edição anterior do Roteiro Biz?

Clique aqui e veja a parte I

Curta o Jornal Biz no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here