Ourinhos cai no ranking de gestão fiscal, mas mantém liderança regional

0
462

Ourinhos caiu para o 158º lugar no ranking estadual do Índice Firjan de Gestão Fiscal, elaborado pela FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro). A entidade avaliou 596 municípios paulistas, e levou em conta dados de arrecadação, investimentos, receita, gastos com pessoal e liquidez em 2016, último ano do governo da ex-prefeita Belkis Fernandes. Em 2015 Ourinhos ocupou o 151º lugar.

Gasto com pessoal tem grande aumento de 2015 para 2016. Fonte: site oficial FIRJAN

Em ano eleitoral, a Prefeitura de Ourinhos aumentou bastante o gasto com pessoal, mesmo com queda de receita real, que é quando é descontada a inflação. A elevação de 2015 (0,6461) para 2016 (0,8707) é de 0,2246 pontos. Para efeito de comparação, o município de Assis, que é do mesmo porte, marcou 0,4035 pontos nesse quesito. A reestruturação de cargos feita no início do ano pelo prefeito Lucas Pocay pode mudar esse quadro no ranking de 2017, que deve ser apresentado no mês de agosto do ano que vem.

A melhor avaliação do Estado de São Paulo é do município de Gavião Peixoto (0,9053), que fica na região de Araraquara. Desde 2001 a cidade abriga atividades de montagem final de aeronaves da Embraer, e registrou grande poder de investimento e receita própria.

IFGF Ourinhos 2006-2016 – Fonte: site oficial FIRJAN

No geral, Ourinhos alcançou 0,5308 pontos. Dificuldade na arrecadação, má gestão e alto gasto com pessoal fez cidade perder capacidade de investimento.

Apesar de ser a pior marca desde 2006, quando o estudo começou a ser feito, a cidade teve melhor avaliação do que Marília e Assis. Confira abaixo os quadros avaliados.

Receita própria Ourinhos – Fonte: site oficial FIRJAN

Dívida Ourinhos – Fonte: site oficial FIRJAN

Liquidez Ourinhos, agilidade de investimento – Fonte: site oficial FIRJAN

Curta o Jornal Biz no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here