Escorpiões causam medo a moradores de bairros de Ourinhos

0
1128

Com a morte da pequena Giovana Guedes Martins, de quatro anos, vítima de picada de escorpião na última segunda-feira, a população ourinhense está com medo do que parece ser uma infestação do inseto na cidade.

Uma publicação do Jornal Biz no Facebook sobre o assunto já tem quase 50 mil visualizações, e recebeu comentários de moradores de todas as regiões da cidade sobre incidência do inseto e relatos de pessoas que foram picadas. No dia 28 de setembro, um vídeo também publicado na rede social já alertava para o assunto.

Valdenir e Linda: filho pequeno e preocupação com escorpiões.

Linda Machado e Valdenir Gonçalves são comerciantes e moram no Jardim Manhatan. Um pedreiro que trabalhava em sua casa foi picado na mão, e o casal já perdeu a conta de quantos escorpiões  encontraram na residência. O casal “coleciona” fotos. Veja abaixo.

Foto: Valdenir Gonçalves
Foto: Valdenir Gonçalves

Fernando Silva, vizinho do casal, encontrou um escorpião perto do berço de sua filha na manhã da última terça-feira, 23.

Fernando mostra o local onde encontrou o escorpião.

Letícia Benatto diz que na Vila Margarida, próximo da APAE, “está infestado”. Ela informa que uma vizinha foi picada enquanto dormia, e que matou um escorpião em sua casa no último sábado. “Ourinhos está em pânico, mas confio que o prefeito Lucas Pocay vai tomar as devidas providências sobre esse assunto”.

Regiane Truchen cobra uma ação imediata da Prefeitura. “Estamos perdendo vidas! O que o prefeito está fazendo? Ele tem que fazer algo”.

___continua após publicidade___

Flávia Lima, mãe de três crianças, mora do Recanto dos Pássaros e fez um desabafo. “Já perdi a conta de quantos escorpiões achei. É na pia da cozinha, sofá, quintal… Passo veneno, a casa está sempre limpa, não tem entulho. Não sei mais o que fazer, pois tenho filhos pequenos e temo por eles”. Ela lembra que antigamente a Prefeitura fazia limpeza nas bocas de lobo. “Passavam veneno nos bueiros e galerias. Acho que era no tempo do Claury”, diz Flávia, lembrando da administração do pai do atual prefeito Lucas Pocay, entre 1993 e 1996.

Escorpião morto em residência no Parque Minas Gerais.

Na região sul da cidade também há relatos. Neiza Cardoso, moradora do Jardim Imperial, diz que o marido já matou dois escorpiões. “Temos crianças e o medo tomou conta”. Adriano Cáceres, do Jardim Itamaraty, diz que “escorpião é mato” no bairro.

Leitor do Jornal Biz enviou foto de escorpião capturado em residência na Vila São José.

Sílvia Carvalho, moradora do Jardim Matilde, precisou instalar telas em janelas e até nos ralos.  Ela conta que encontrou um escorpião junto às roupas do filho. “Achei quando fui passar roupas, na manga da camiseta. Por sorte estava morto”. Aninha Ferrari reside no mesmo bairro e matou um escorpião em sua casa na última segunda-feira, 22.

Através de nossas redes sociais, também recebemos mensagens de moradores do Parque Minas Gerais, Vila Perino, Jardim Matilde, Vila Mano, Vila Sá, Vila Christoni e do centro da cidade.

O que os moradores perguntam: Por quê Ourinhos está infestada de escorpiões?

Escorpiões adoram entulho de obras, casas sem reboco e terrenos baldios. O lixo orgânico atrai baratas, que é o “prato preferido” do inseto.

___continua após publicidade___

Ligue (14)99888-6911 e saiba mais

Ourinhos tem um grave problema com terrenos baldios. Moradores despejam entulho em locais inapropriados e a fiscalização da Prefeitura é insuficiente.

Entulho em uma das entradas da cidade, próximo da Fapi.

Na Vila São Luiz é difícil achar um morador que nunca tenha se deparado com o bicho. Paulo Fernando e sua esposa Priscila são vizinhos de terrenos baldios, e reclamam dos moradores que depositam entulho nos locais.

Paulo até cercou o terreno vizinho. “O proprietário não cuida, a Prefeitura não faz nada, quem acaba cuidando sou eu. Pra piorar, vem gente de outros bairros e joga lixo, pedaços de móveis, restos de entulho”.

“Além da minha casa, tenho que tomar conta dos terrenos vizinhos”, reclama Paulo.

Para tentar manter os escorpiões longe de sua casa e do filho pequeno, o casal colocou 10 galinhas no quintal. Priscila diz que mantém a casa sempre limpa mas já achou escorpiões, na maioria das vezes no banheiro. “Passo veneno, tampo os ralos, mas os terrenos em volta são verdadeiros criadouros”.

Paulo, Priscila e o filho Bryan, no terreno ao lado de sua casa.

O prefeito Lucas Pocay (PSD) usou seu Facebook para lamentar a morte de Giovana, e aproveitou para criticar moradores que jogam entulho em terrenos. “Todos precisam fazer a sua parte. A gente tem contribuído, mas as pessoas precisam respeitar os terrenos baldios, as praças. Vamos ver se fazemos uma detetização na cidade inteira”.

O Jornal Biz publicou reportagem sobre a questão de entulho há quase um ano, no dia 6 de novembro de 2017. Nela, indagava à Prefeitura sobre como o cidadão deve proceder nessa questão. A Prefeitura não respondeu às questões que enviamos.

Uma alternativa é pagar por uma caçamba, mas nem todos possuem recursos para isso. O serviço custa em média R$120 na cidade.

___continua após publicidade___

Passado quase um ano, a Prefeitura continua cobrando a população para que se conscientize e não suje a cidade, mas não oferece uma solução para o problema.

*Nossa reportagem entrou em contato com a UPA, que informou que apenas a Santa Casa de Ourinhos possui o soro antiescorpiônico. No entanto, pessoas que foram picadas disseram já ter recebido atendimento na Unidade de Pronto Atendimento.

CURTA O JORNAL BIZ NO FACEBOOK
Instagram @JornalBiz
Twitter @jornal_biz