Canetada XI

1
293

O documento com os trabalhos legislativos para a 24ª sessão ordinária da Câmara Municipal é uma prova concreta de que nem os serviços públicos mais básicos e essenciais são realizados em Ourinhos. Mesmo os vereadores da base governista apresentam requerimentos reiterando pedidos feitos há quase 90 dias.

Prova disso é que a maioria dos documentos elaborados pelos vereadores tem como objetivo solicitar troca de lâmpada queimada, operação tapa-buraco ou reperfilamento de ruas e retirada de galhadas.

Os vereadores chegam ao cúmulo de pedir por escrito o reparo de um quebra-molas! A troca de areia do parquinho da EMEI Abelardo Pinto (Vila Brasil), por exemplo, já foi reivindicada, por escrito, duas vezes pela vereadora Raquel Spada. Raquel, inclusive, já pediu para que a Prefeitura acabasse com os cupins em uma determinada árvore, localizada na rua tal, número tal.

Foto: internet

A falta de sinalização na rua Pedro Fernandes Sândano, que margeia o lago da Fapi, também foi alvo de propositura e até agora não tem resposta. O agravante é que nessa rua os ourinhenses fazem o exame para conseguir habilitação de carro. Há mais de um mês a reportagem do Jornal Biz presenciou o instante de um acidente envolvendo uma motociclista e um carro de auto-escola. Um vereador esteve no local e disse que já havia solicitado, oficialmente, há alguns meses, a instalação de placas de sinalização e pintura na rua.

Enquanto em Santa Cruz do Rio Pardo a Prefeitura realiza o aterramento dos fios elétricos no canteiro central da avenida Tiradentes, com o objetivo de deixar a via menos poluída e mais bonita, em Ourinhos uma  troca de lâmpada só acontece com a interferência de algum vereador. Ou não.

Curta o Jornal Biz no Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Tenho certeza que seria bem melhor que esses pedidos fossem passados diretamente para o setor de obras, mas o que acontece é que os cidadãos fazem o pedido para os vereadores, que acabam acatando e passando nas Assembleias da Câmara de Ourinhos.
    O que deveria acontecer realmente é ter uma linha de telefone específica, no qual os munícipes pudessem solicitar os serviços, e receberem um feedback de como andam os trabalhos.
    Assim os veredores da cidade teriam mais tempo para se dedicarem a outras necessidades da nossa cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here